Primeiro árbitro brasileiro de handebol em Jogos Olímpicos vem a FEFIS e avalia cenário do esporte: “formamos um legado”

04/02/2020

Nilson Menezes ministrou o Curso de Arbitragem em Handebol, promovido pela Federação Paulista da Modalidade

O árbitro da Federação Internacional de Handebol e diretor de arbitragem da Federação Paulista de Handebol (FPHb), Nilson Menezes, veio a Santos para ministrar Curso de Formação de Árbitros de Handebol. As atividades começaram na última sexta-feira (31 de janeiro) e terminam até este domingo (2 de fevereiro), na Universidade Metropolitana de Santos (Unimes).

Considerado o primeiro árbitro de handebol brasileiro, ao lado de Rogério Pinto, a apitar partidas em Jogos Olímpicos, Nilson teve experiências na Olimpíada de Pequim, em 2008, e no Rio, em 2016. “Hoje em dia, está mais fácil arbitrar. Na minha época, era um grande desafio. Hoje, você tem acesso a diversos vídeos de jogos nacionais, europeus, pode avaliar e treinar seu olhar para fazer um bom trabalho e chegar em nível internacional”, revela.

O curso realizado na Unimes teve por objetivo formar e triar um novo grupo de árbitros para o quadro da entidade paulista. Foram três dias de imersão, com aulas teóricas sobre as regras, de vestimenta a conduta dos atletas em campo, até simulação de jogo para avaliar condicionamento físico e técnico dos futuros árbitros.

E em pleno ano olímpico, Menezes também avaliou o cenário do handebol brasileiro: “Temos etapas e ciclos que mudam bastante. Já tivemos um momento melhor, com o Jordi Ribeira, durante a Olimpíada do Rio, mas agora assumiu a seleção espanhola, foi campeão europeu recente e infelizmente acabamos perdendo esse profissional de mão cheia. Mas deixou um legado, com estrutura de jogo, padrão... e os novos técnicos têm tentado aplicar tudo o que ele fez. Agora veremos o pré-olímpico que vai acontecer em março, o que provavelmente teremos êxito na classificação rumo à Tóquio”.

Ele aproveitou para elogiar a referência histórica da Unimes em ensino no Handebol tanto no ensino superior nos primeiros anos da instituição (com a supervisão do saudoso professor Godofredo Casati, um dos precursores do esporte na cidade) quanto o esporte na região.

“Conheço toda a estrutura da equipe de Santos, da comissão técnica, o trabalho do Roberto de Oliveira... Santos é referência no handebol, campeão juvenil e paulista, já foi campeão adulto e está sempre disputando jogos fortes em nível estadual”.



© Todos os Direitos Reservados Universidade Metropolitana de Santos - Política de Privacidade