Mais de 450 pessoas participaram da "Cerimônia do Jaleco", em recepção aos calouros da Medicina

10/02/2020

Evento foi realizado na última segunda-feira (10), no Auditório do 3º andar, Campus Rosinha Viegas

Uma medicina mais humanizada. É a proposta dos estudantes do curso de Medicina da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), que amplia neste ano de 2020 mais dois importantes programas voltados à comunidade em parceria com a Unimes, Prefeitura de Santos, Secretaria Municipal de Saúde e o Centro Acadêmico Martins Fontes (C.A.M.F).

O lançamento foi realizado nesta segunda-feira (10), às 9h, no Campus Rosinha Viegas (situado à Rua Barão de Paranapiacaba, nº 15, bairro Encruzilhada, Santos-SP). O evento aconteceu durante a "Cerimônia do Jaleco", tradicional rito de passagem na Universidade que celebra a chegada dos calouros do curso, com a entrega da primeira vestimenta branca dos alunos com a presença dos pais.

No total, 450 pessoas participaram do evento, entre calouros, familiares, professores e autoridades. No dia do lançamento dos dois programas, junto com a recepção aos calouros, estiveram presentes a pró-reitora acadêmica da Unimes, Elaine Marcílio Santos, o secretário de Saúde de Santos, Fábio Ferraz, a procuradora-geral do município, Renata Arraes, a secretária de Educação, Cristina Barletta, o professor emérito da Unimes e ex-governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin e o coordenador regional do CIESP/NJE Santos, Alexandre Suaid.

O primeiro programa lançado foi o "Medicina Unimes nas Escolas". Voltado para jovens estudantes das escolas municipais de Santos dos ensinos Fundamental I e II, as atividades serão realizadas mensalmente. "Esse programa é uma iniciativa do Departamento da Ação Comunitária do CAMF. A ideia de trabalhar com as escolas era algo que conversávamos desde o ano passado. Neste programa, iremos promover orientações de relevância para os jovens entre 10 a 15 anos, na área de saúde", explica o estudante do 5º ano de Medicina e presidente do C.A.M.F, Alexandre Catena Volpe.

Orientações e ações voltadas a gravidez precoce, violência contra a mulher, doenças e alimentação serão algumas abordagens deste programa, promovido pelos alunos do curso de Medicina da Unimes. "O que acontece é que o governo oferece os insumos e serviços, e nós podemos contribuir reforçando a orientação. Nosso propósito é realizar um papel social, de base com as crianças e jovens", explica Volpe.

Já o "Saúde Preventiva Medicina Unimes" abriga os mutirões de saúde destinados à população santista, com apoio do CIESP e NJE Santos. Os estudantes realizam diversas atividades com supervisão dos docentes de Medicina. "Fazíamos os mutirões há anos na Unimes. Só ano passado, passamos de mais de 6 mil atendimentos. Agora teremos um programa integrado com a Secretaria de Saúde, com nove mutirões espalhados pela cidade", adianta Volpe. A expectativa é de que 10 mil pessoas sejam atendidas ao longo de 2020, em diversas regiões da cidade – desde a Zona Portuária até a Zona Noroeste.
O primeiro mutirão está previsto para março, na comunidade do Morro do São Bento. "Tivemos importantes iniciativas em conjunto com os estudantes da Unimes no ano passado e vamos ampliar esta parceria beneficiando mais pessoas e ajudando na formação dos futuros profissionais médicos, os quais poderão atuar no nosso SUS", destaca o secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz.

A pró-reitora acadêmica da Unimes, professora Dra. Elaine Marcílio Santos, se mostrou bastante satisfeita com mais uma iniciativa dos alunos e agradeceu a presença dos pais. “Ficamos felizes com a confiança depositada em nós e deixamos claros que a Unimes não poupará esforços para que seus filhos se formem os melhores médicos do País”, concluiu a cerimônia.



© Todos os Direitos Reservados Universidade Metropolitana de Santos - Política de Privacidade