NOTA OFICIAL - Museu Nacional do Rio de Janeiro (Arqueologia, História e Geografia)

06/09/2018

Confira o texto de solidariedade dos docentes e discentes de Arqueologia, História e Geografia

Foi de uma tristeza sem precedentes ver o Museu Nacional do Rio de Janeiro em chamas. E foi com enorme pesar e indignação que nós, professoras e professores, alunas e alunos do curso de graduação de Arqueologia, História e Geografia da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), acompanhamos a tragédia que incendiou 200 anos de dedicação à memória histórica e científica do nosso país.

É imensurável a perda patrimonial que a destruição de seus acervos representa. Enfatizamos a necessidade imperativa de atenção dos poderes públicos, pois a ausência de políticas publicas efetiva, ao longo dos anos, deteriorou os esforços de inúmeros pesquisadores e funcionários.

O incêndio ocorrido no Museu Nacional do Rio de Janeiro, em poucas horas derrotou uma instituição de imensa relevância científica e calou os ânimos de todos aqueles que resistiram bravamente à falta de recursos e incentivos.

Estamos chocados e solidários a cada profissional que dedicou seus saberes e energia para fazer daquele palacete imponente um espaço dedicado à pesquisa e à educação. Um museu que apesar de um orçamento inexpressivo, sempre recebeu de braços abertos pesquisadores e acadêmicos vindos de todo o Brasil em busca de referências e excelência.

Além da nossa solidariedade, registramos aqui o desejo e a disposição para colaborarmos com o que for preciso na formatação de soluções e ações que possam ajudar a resgatar o que for possível, especialmente a esperança de tantos colegas.

As janelas queimadas e o vazio que restou de um museu de tamanha grandeza simbolizam o nosso sentimento de perda. Mas seguimos com a certeza de que somente JUNTOS poderemos compartilhar conhecimento para construir um país melhor para todos.

© Todos os Direitos Reservados Universidade Metropolitana de Santos - Política de Privacidade